Sinasefe Monte Castelo reitera pedido ao IFMA para que instituição auxilie com Entrevista Epidemiológica

 

Na tarde dessa quinta-feira, 30 de julho, o Sinasefe Monte Castelo protocolou ofício direcionado à Reitoria do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) solicitando a interveniência do Comitê Central de Crise da instituição para o envio de um questionário, elaborado pelo sindicato, que pretende entender o posicionamento dos servidores docentes e técnicos administrativos em relação ao retorno das atividades previstas para o segundo semestre deste ano.

O Sinasefe Monte Castelo informa que, como entidade representativa, desde o início de julho, busca dialogar com o IFMA para a construção de um caminho seguro para a retomada das aulas e entende que os servidores precisam, em primeiro lugar, serem ouvidos. Diante de um cenário tão delicado que a pandemia do novo coronavírus (covid-19) trouxe, a entidade sindical lamenta o entrave colocado pelo Comitê Central de Crise que, em resposta enviada, já no dia 07 de julho, negou-se a prestar o acesso aos e-mails solicitados para a viabilização da entrevista. O segundo documento protocolado à Reitoria reitera que a entidade sindical não pretende ter qualquer acesso ao conteúdo das comunicações privadas dos servidores, mas tão somente que eles possam receber o questionário.

O Sinasefe Monte Castelo considera este levantamento de extrema importância e espera que, desta vez, que o Comitê Central de Crise entenda que o objetivo do questionário é exclusivamente o de poder traçar um diagnóstico da saúde dos profissionais, identificar a capacitação deles com as ferramentas tecnológicas para o novo momento e, claro, o posicionamento em relação ao retorno das aulas presenciais, frente às mudanças tão significativas para todos.

A entrevista produzida pelo Sinasefe Monte Castelo é simples, ela aborda o servidor (sua identificação é opcional) de forma objetiva, são feitas perguntas sobre suas características de saúde, como está sendo a fase de isolamento social, se ele está inserido em grupo de risco, dentre outras informações. De acordo com a diretoria do sindicato, quando se fala em retorno às aulas, é preciso relacionar as medidas preventivas e o perfil epidemiológico dos servidores técnicos-administrativos e docentes do IFMA com a realidade dos espaços escolares, portanto é imprescindível a colaboração de todos os servidores.

 

Assessoria de Imprensa do Sinasefe Monte Castelo